BUSCA
RECEBA NOSSO BOLETIM

iPROJETOS mbkm

(1 - 20 de 148)
Projeto V.I.V.E.R. (Vida, inovação, Verdade, Educação, Revolução): um olhar contemporâneo sobre as Organizações.
ALMEIDA, Vanessa Temistocles de; ARRIGONI, Fabio Santos; CARVALHO, Ernesto Alexander F; COSTA, Carlos Eduardo Padilha & FILHO, Alencar Gomes Leal, AGO 14, RJ25

O presente trabalho constitui um modelo conceitual e teórico visando fornecer elementos para

guiar o desenvolvimento de uma proposta de gestão inovadora. As cinco dimensões V.I.V.E.R.

- Vida, Inovação, Verdade, Educação e Revolução, são baseadas em pesquisa bibliográfica e

por meio de uma representação gráfica e dinâmica objetiva-se para a criação de perspectivas

relevantes para o trabalho de transformação de uma empresa tradicional em uma organização

resiliente, adaptável a mudanças e inovadora. O V.I.V.E.R é provocativo e não visa dar

respostas, mas busca estimular os melhores questionamentos.



Universidade Petrobras: análise de práticas e ferramentas de Gestão do Conhecimento.
ARRUDA, Jéssica Pinto Rodrigues;LANNES, Bruno de Castro; SILVA, Mara Cristian Godoy & SILVA, Patrícia Castro de Santana., AGO 14, RJ25

Este estudo apresenta a pesquisa realizada em uma empresa multinacional de petróleo e

gás, (Petrobras), visando investigar como é feita a gestão do conhecimento nas Gerências

da UP (Universidade Petrobras) e identificar quais os melhores processos e ferramentas que podem ser implantados e aplicados para a geração e disseminação de conhecimento. O objetivo é analisar a aderência e maturidade dos processos e uso de ferramentas de gestão do conhecimento na UP, tendo como fio condutor os colaboradores em iminente

aposentadoria.


SiGIMob: Sistema de Gestão da Informação sobre Mobilidade - o caso do BRT na cidade do Rio de Janeiro
BARROS, Luciana & CARELLI, Daniella; CUPERTINO, Marcelo; FERREIRA, Francini ; LIMA, Clarisse Olivieri de, setembro de 2013, RJ23
É dentro de contextos de gestão da informação e de mobilidade urbana, seus aspectos históricos, econômicos, organizacionais e, principalmente, sociais, que este projeto se insere. Seu objetivo é propor um sistema de gestão da informação para o transporte público urbano da cidade do Rio de Janeiro que colete, trate, armazene e distribua informações relevantes tanto para os gestores quanto para os cidadãos − usuários do transporte público desta metrópole. Esse sistema deverá propiciar a melhoria dos processos de mobilidade urbana diante de um futuro próximo, que prevê a realização de mega eventos e nos quais a cidade receberá um enorme contingente de visitantes. Brasil no século XX: crescimento urbano e o problema do transporte.

Inteligência competitiva aplicada ao sistema de informações empresariais do BNDES.
CANELLAS, Alexandre & DEODATO, Tania; FARIAS, Fernanda; FUKAKUSA, Davi, setembro de 2013, RJ23
A Sociedade do Conhecimento trouxe consigo um volume enorme de informações disponíveis em tempo real, gerando um ambiente de hiperinformação e hipercompetição, e de grande incerteza para as organizações. Concomitantemente, os tomadores de decisão passaram a necessitar, nessa nova ordem social, possuir a informação certa, na hora certa, para fundamentar a tomada de decisão. É nesse meio que surge uma metodologia que possibilita as empresas antecipar os movimentos do ambiente e dos seus atores, a Inteligência Competitiva (IC) A IC, nas últimas décadas, vem se consolidando em todo mundo como uma prática de gestão indispensável para manutenção da competitividade das empresas, possibilitando a sua permanência e sucesso no mercado. Sendo assim, o objetivo deste trabalho foi propor um modelo de processo de inteligência competitiva que se adequasse as necessidades do BNDES e que pudesse servir como suporte à avaliação das empresas. Observamos que seria vantajosa implantação de um processo de inteligência no BNDES, pois permitiria, além do melhor conhecimento do seu cliente, refletindo em novos produtos e serviços, e em novas maneiras de agir, a disponibilidade de informações estratégicas, o cruzamento de dados internos e externos sobre o cliente, e a criação de uma fonte de informação qualificada para acesso interno, para subsidiar a tomada de decisão na empresa.

Mobilidade Urbana Inteligente: uma ferramenta para melhorar a gestão de tempo no transporte público carioca.
CARVALHO, André Almeida de Carvalho & MARCELO, Ana Caroline Soares; OLIVEIRA, Jacqueline dos Santos; SILVA, Paulo Fernandes da; SOUTO, Ricardo Bicalho, setembro de 2013, RJ24
Este trabalho tem como objetivo melhorar a gestão do tempo gasto no transporte urbano no Rio de Janeiro em momentos de lazer. Desde o século XIX com a urbanização das grandes cidades brasileiras, o transporte é um fator crítico para a grande massa quando não acompanhado de planejamento. A proposta deste trabalho é informar os horários disponíveis das linhas de interesse dos usuários de transporte público, bem como oferecer opções de comércio e serviços locais. Os modelos de transporte inteligentes já aplicados fora do Brasil mostram-se financeiramente sustentáveis, viáveis e atraentes para investidores. O advento da tecnologia móvel, GPS, e sua popularização foram decisivos para concepção desta obra.

Estudo do cenário da atividade marítima brasileira: a qualificação dos Oficiais de Máquinas e de Náutica como fator de competitividade do transporte marítimo.
ALMEIDA, Marcio Alves Monteiro & ALMEIDA, Carla de Souza de; ASSUMPÇÃO, Wallace Cheredre de; TEIXEIRA, Kamilla de Abreu; XAVIER, Marcos César Coelho., setembro de 2013, RJ24
O objetivo do presente estudo é demonstrar que a qualificação profissional é um dos fatores que impactam na competitividade da atividade marítima brasileira. Argumentamos que um projeto de ensino, baseado na interação entre os colaboradores, é capaz de proporcionar uma aprendizagem coletiva atualizada e elevar os níveis de competitividade de uma empresa de navegação e consequentemente da atividade marítima.

Big Data: Estudo do Ambiente, Desafios e Analise Estratégica para o Brasil
COSTA, Luciana Sodré & FERNANDES, Soraya; ZUPPO, Daniella, setembro de 2013, RJ24
Este trabalho apresenta um estudo do ambiente big data, os principais desafios na apropriação do conceito e uma breve análise estratégica do Brasil em relação ao aproveitamento dessa oportunidade. Foi considerado ambiente big data todo o contexto do processo produtivo de conhecimento a partir de dados digitais gerados, armazenados e analisados em rede. Os sem rede. Os desafios encontrados situam-se na ordem dos aspectos éticos, culturais e legais que podem tornar-se gargalos desse processo produtivo. A análise estratégica foi feita através de uma adaptação do modelo SWOT.



Diagnóstico e Plano de Ação de Gestão do Conhecimento na Diretoria de Manutenção e Operação da TBG
GOMES, Alexandre Gil de Souza. ALENCAR, Elane Mendes Nunes de. SILVA, Fabiana Alves da. PEREIRA, Patrícia Cruz Alves. NETO, Wallace Mendonça, Agosto de 2012, RJ22
Este trabalho apresenta a pesquisa realizada em uma empresa brasileira de transporte de gás (Transportadora Brasileira Gasoduto Bolívia-Brasil S.A. – TBG) visando elaborar um diagnóstico sobre Gestão do Conhecimento (GC) na empresa. As questões abordadas foram elaboradas com base nos Modelos de GC de Klaus North, do Centro de Referência em Inteligência Empresarial (CRIE) e de José Claudio Cyrineu Terra, além do Projeto de Implantação de GC de Teixeira Filho, Silva e Lapa. Para a análise dos resultados foi usada a matriz SWOT. Propõe também um plano de ação específico para a empresa.

Cocriando Histórias – Site de escrita colaborativa
BARBOSA, Gutemberg. BARCELLOS, Rafael. CHRISTINO, Rosane Barbin. GUIMARÃES, Suellen. MARTINS, Alexandre Rocha. SILVA,, Agosto de 2012, RJ22
Este projeto tem como objetivo estimular a criatividade em crianças que estão na faixa dos 8 aos 12 anos por meio da escrita, da leitura e do trabalho em equipe. Trabalharemos em parceria com escolas, universidades, bibliotecas e instituições ligadas à Educação para que, cada vez mais, o hábito da leitura, da escrita e do trabalho em equipe sejam apreciados.

Gestão De Pessoas Na Sociedade Do Conhecimento: 4solutions Carioca – Um Plano De Negócio Sustentável
MENDES, Ana Luisa; ALVERNAZ, Beatriz; FARIA, Fernanda &OLIVEIRA, Matilde., Março 2012, RJ21
Este estudo aborda o desenvolvimento de um plano de negócios inovador e que atenda empresas em start up foi o objetivo do presente trabalho que será apresentado a seguir. A partir das experiências pessoais no segmento de Recursos Humanos foi identificada uma grande oportunidade: oferecer serviços de Recursos Humanos a um baixo custo. Após forte pesquisa de mercado e soluções, concluiu-se que este modelo era viável e poderia ser oferecido em cloud computing (solução que não requerer gastos com infraestrutura própria, a armazenagem fica na nuvem, conforme será apresentado no conteúdo a seguir). Após este mapeamento, percebeu-se a necessidade de segmentação do nicho de mercado que estaria apto a tal solução e, identificou-se que empresas em start up são mais suscetíveis a aderir soluções de baixo custo e, na maior parte das vezes não priorizam serviços de Recursos Humanos. Optou-se por tanto em aprofundar mais a necessidade deste segmento e, pela natureza de negócio ser mais parecida com o serviço oferecido, foi desenhado um plano de negócios voltado a empresas de Tecnologia da Informação. Como atrair este interesse? Dado que o plano de negócio desenhado assumiu como premissa e valor questões de desenvolvimento sustentáveis, desenhou-se um arranjo em que o cliente (start ups de TI) beneficiaria de projetos suportados por esta nova empresa que esta sendo formada: a 4solutions. Ao longo deste trabalho, deste trabalho, será possível acompanhar toda a evolução de referencial teórico e experiências coletadas para criação deste plano de negócios.

O encontro das gerações : uma proposta de compartilhamento de conhecimento em empresas consolidadas
SILVA, Andréa de Assis; CARVALHO, Elizabeth dos Santos Morais de, PADRO, Mahira de Souza & MAIA, Márcia Calvário, Março de 2012, RJ21
Este estudo aborda o encontro dos Baby Boomers, da Geração X e da Geração Y no mercado de trabalho e, principalmente, apresenta a Proposta de Cultura de Compartilhamento do Conhecimento que pretende aproximar as diferentes gerações e criar uma cultura colaborativa, com o objetivo de melhorar a eficiência dos processos da empresa e buscar inovações. Para detectar quais as dificuldades encontradas pelos jovens que estão inseridos em empresas consolidadas no mercado, foi realizado diagnóstico com colaboradores de três grandes organizações com idade entre 20 e 25 anos. Os resultados encontrados indicam o desejo dos jovens de que o processo de compartilhamento do conhecimento seja estruturado, mas, ao mesmo tempo, simples. O modelo de learning organization de Peter Senge e as diretrizes de Dixon para profissionais de Recursos Humanos foram utilizadas para criar a Proposta de Cultura de Compartilhamento do Conhecimento. A proposta foi estruturada através da metodologia das 6Ds cuja intenção principal é utilizar-se da aprendizagem organizacional para trazer resultados efetivos para a empresa.

GESTÃO DE DOCUMENTOS: UM MODELO DE NEGÓCIO PARA ELABORAÇÃO DE PLANOS DE CLASSIFICAÇÃO.
FERREIRA, Jacinta Luiza dos Santos; NETTO, Jacqueline de Almeida & CALIL, Marta Rita, 25/08/2011, RJ20
O presente trabalho propõe Plano de Negócio para a criação da empresa JJM, com o objetivo de atuar como parceira de outras empresas da área de gestão de documentos, na elaboração de Planos de Classificação de Documentos de Arquivo e Tabelas de Temporalidade. A metodologia de trabalho da JJM tem como diferencial competitivo junto às empresas parceiras, o mapeamento dos processos administrativos de negócios das organizações públicas ou privadas, além de aplicação de conceitos de elaboração de taxonomia para estruturação do conjunto de termos a ser utilizado na criação de Planos de Classificação para documentos arquivísticos. No diagnóstico do setor foram avaliados o mercado e a concorrência, e identificado o público-alvo. A análise aponta para a viabilidade do empreendimento.

Uso do método Organizational Knowledge Assessment (OKA) para o Diagnóstico de iniciativas de Gestão do Conhecimento na Agência Nacional de Saúde Suplementar – ANS.
TEIXEIRA, Hilda Cristina; GLAD, Leniza de Faria Lima; DA SILVA, Marcela; DE ALMEIDA, Norma Helena Pinheiro & PEIXOTO, Patrícia Maria, 25/08/2011, RJ20
O presente trabalho apresenta a pesquisa realizada na Agência Nacional de Saúde Suplementar – ANS - visando elaborar um diagnóstico sobre as iniciativas de Gestão do Conhecimento (GC), usando o método Organizational Knowledge Assessment (OKA), que foi desenvolvido pelo World Bank Institute – WBI, órgão ligado ao Banco Mundial. A ferramenta tem como principal foco o diagnóstico de iniciativas de GC nas organizações tendo em vista a importância da Indústria do Conhecimento: segmento que mais cresce dentro da indústria de serviços, e o interesse do Banco em Conhecimento como linha de negócios. A ferramenta vem sendo utilizada no Brasil para diagnóstico em organizações públicas ligadas direta ou indiretamente ao governo.

SALA INTERATIVA: BOAS IDEIAS E UM FAZER DIFERENTE
PAIVA, Anna F.; PANISSET, Bianca; DE ARAÚJO, Edmond R.; SARMENTO,Fernanda; Sarmento; HENRIQUES, Marina; COUTO, Mônica de M.;BOTELHO, Pedro C. & AMARAL, Renato Gil, 25/08/2011., RJ20
O projeto Sala Interativa pretende orientar a construção de um ambiente de aprendizagem interativo, replicável em distintos espaços. É uma iniciativa de caráter complementar à aprendizagem dos educandos do Ensino Médio promovendo uma maior aproximação do campo da Ciência e da Tecnologia, apoiada em uma dinâmica de estímulo à curiosidade, expressão de ideias e aprendizagem colaborativa.

COMPRESTAIDEIA.COM: DEMOCRATIZAÇÃO DA MODA.
RYFF, João Alberto Barcellos Ryff; RUIZ, Roberta Côrtes; DA SILVA, Rodrigo Cortes & ARANHA, Elaine., 25/08/2011, RJ20
O presente projeto tem como objetivo propor a criação de uma empresa baseada em um modelo de negócio inovador e desafiador. No contexto do e-commerce de moda e crowndsourcing visamos resolver uma problemática, tendo como referência o Brasil e suas particularidades. Partimos do pressuposto da dificuldade das pessoas lograrem no mercado da moda e ganharem sua desejada projeção; o modelo de negócio desafia a estrutura atual e proporciona uma nova maneira de democratizar a moda. À luz dos Capitais do Conhecimento, desenvolvido pelo CRIE/ COPPE/UFRJ, o projeto apresenta análises sobre o mercado da moda online e sua expansão, faz um diagnóstico sobre fatores internos e externos à empresa - positivos e negativos - e nos proporciona um plano para montar e administrar um site que funciona como uma vitrine para novos talentos e ao mesmo tempo os remunera por sua criatividade.

A GESTÃO DO CONHECIMENTO COMO DIFERENCIAL COMPETITIVO NO MERCADO DE VAREJO TELECOMUNICAÇÕES BRASILEIRO.
MENDES, Bruno Musco; GONÇALVES, Carina Duim; SILVA, Clóvis Alberto Neves da; SILVA, João Manoel Chagas & ABRANTES, Rodrigo Pinto., 09/07/2010, RJ19
O presente trabalho estuda o setor de telecomunicações brasileiro de varejo, mais especificamente, após a privatização do mesmo, fato esse que modificou substancialmente a dinâmica deste mercado. Após a privatização este setor passou rapidamente de um modelo de monopólio estatal, para um modelo competitivo abrangente. Novos produtos e serviços foram introduzidos no mercado e o acesso aos mesmos foi em muito facilitado. Atualmente, vive-se um mercado competitivo, onde inovações tecnológicas são freqüentes e necessárias. Porém, verifica-se que o principal fator de competitividade entre as empresas da área é o preço. As empresas oferecem os mesmos serviços, cobrando praticamente o mesmo valor. Percebe-se, portanto, uma grande disputa por cada centavo economizado. Nesse sentido, verifica-se um mercado, que apesar de competitivo, ainda atua em um modelo de “commodities. Pretende-se com este trabalho mostrar alternativas para um novo modo de atuação. Um novo modelo não focado apenas na redução de custo, mas na satisfação do cliente, onde o mesmo tem um papel mais atuante. Trata-se de um novo modo de agir, complementar aquele adotado tradicionalmente. Vislumbra-se, portanto, a exploração de mercados de nicho, oferecendo para parte dos clientes serviços diferenciados, de acordo com sua necessidade. O modelo a que pretende-se lançar mão é o de “MVNO”, ou seja, empresas menores, que utilizam a estrutura e parte da carta de clientes da empresa matriz para gerar novos negócios. Esta estratégia já é comumente usada no mercado bancário brasileiro. Em seguida, oferecer alternativas ao cliente onde o mesmo monte seu pacote de serviços, sendo reavaliados os modos de cobrança, tarifação, combos e etc. Por fim, busca-se um modelo que utilizando aspectos da gestão do conhecimento possa atuar de forma mais eficaz no mercado, aproveitando positivamente as informações e o conhecimento gerado e conseqüentemente gerando melhores produtos e serviços aos clientes.

INTELIGÊNCIA COMPETITIVA APLICADA EM PROPRIEDADE INTELECTUAL
GONZALES, Branca; GOMES, Flavia, PEIXOTO, Lucia & QUEIROZ, Marina., 09/07/2010, RJ19
Este trabalho tem como objetivo desenvolver um modelo de processo de Inteligência Competitiva através da utilização de ferramentas para tomada de decisão estratégica aplicadas na área de Propriedade Intelectual. As ferramentas serão desenvolvidas a partir do monitoramento dos cenários e atores envolvidos no ambiente de Propriedade Intelectual nacional e internacional.

LEVANTAMENTO DE PRÁTICAS DE GESTÃO DO CONHECIMENTO ADOTADAS POR ASSOCIADOS DO CENTRO DE EXCELÊNCIA EM ENGENHARIA, SUPRIMENTO E CONSTRUÇÃO - CE-EPC.
SILVA, Wagner Augustus Amorim da., 09/07/2010, RJ19
Aborda práticas de gestão do conhecimento dos associados do CE-EPC. Apresenta resultados e análises de respostas ao questionário aplicado. Aponta que a qualificação de recursos humanos e as parcerias entre as organizações podem ser aperfeiçoadas. Conclui que a gestão do conhecimento e programas de lições aprendidas tem larga aplicação e podem se tornar processos importantes do CE-EPC e dos associados.

PACOTES DE GESTÃO DO CONHECIMENTO: DIAGNÓSTICO E PLANO DE AÇÃO TÁTICO PARA UMA EMPRESA DE MINERAÇÃO.
KRESCH, Claudia; OLIVEIRA, Luciana Santos de ; SILVA, Millene Flores da & PARGA, Raquel., 09/07/2010, RJ19
Neste cenário de rara complexidade, no mundo corporativo e na sociedade em geral, a gestão do conhecimento (GC) se transforma em um valioso recurso estratégico na vida das empresas e das pessoas. Assim, faz-se necessário a criação e a implantação de processos que gerem, armazenem, gerenciem e disseminem o conhecimento. O presente projeto visa agrupar conhecimentos e experiências das práticas de GC da Vale de forma incremental em um framework1 de guidelines2, sendo uma opção para não implantar as soluções de GC do zero ou não depender integralmente de consultores externos para sua implantação.

MOTIVAÇÃO PARA A COLABORAÇÃO NAS ORGANIZAÇÕES
TONASSI, Cristiana L. M.; SILVA, Eudes N. Nunes da; MAGNO, José Carlos M.; TONASSI, Rafael Ribeiro & NUNES, Tatiana de Oliveira., 09/07/2010, RJ19
Este trabalho descreve a proposta de um modelo que tem como objetivo utilizar o reconhecimento individual, baseado em avaliação descentralizada feita pelos próprios indivíduos da organização como forma de motivar a colaboração e a geração de conteúdo relevante para as organizações. A abordagem metodológica parte da avaliação dos objetivos estratégicos da organização, verificando o nível de maturidade das ferramentas de Gestão do Conhecimento a partir de indicadores baseados em: frequência de acesso, volume de participação efetiva na geração de conteúdo e sua relevância. Em seguida, propõe-se uma adequação do modelo e sua aplicação às respectivas ferramentas de Gestão do Conhecimento. Desta forma, é estabelecido um modelo de avaliação que servirá para: propiciar aumento da quantidade e da qualidade dessas contribuições, permitir a seleção e a organização de conteúdo e mapear competências e relacionamentos existentes na rede.

Cadernos CRIE
Veja a aqui nova publicação do “Cadernos Crie” com o artigo intitulado: “ANAC/SAR: O caso do Mapeamento de Conhecimentos Críticos do Processo de Certificação de Tipo de Aeronaves para Elaboração de um Plano de Ação em Gestão do Conhecimento”.
Crie-learning
Para mais informações, clique aqui
Pós-Graduação em Gestão do Conhecimento
NOVAS TURMAS em ABRIL DE 2014!! MBA em Gestão do Conhecimento (MBKM, da sigla em inglês). Novas turmas MBKM 80hs (Extensão) e MBKM 360hs (Especialização). Saiba mais aqui.
Revista Inteligência Empresarial
O n. 32 da revista traz como tema principal as Plataformas do Conhecimento, com o artigo "As novas ferramentas colaborativas e as mudanças no acesso à informação", do professor Carlos Nepomuceno.


Caso você deseje entrar em contato com o CRIE, envie-nos um e-mail (info@crie.ufrj.br).
A reprodução dos textos é permitida desde que citados autor e fonte e indicado o link deste site.
Imagem para contabilização de acessos a páginas